C.F.R.P.

Certificado pela DGERT (Direção Geral de Emprego e das Relações do Trabalho) destina-se a dar resposta às com deficiência e/ou incapacidade com idade igual ou superior a 18 anos ou, a título excecional, maiores de 16 anos desde que os estabelecimentos de ensino nos quais os mesmos se encontrem inscritos comprovem a incapacidade para a frequência do mesmo (de acordo com o D.L. 176/2012, de 2 de agosto, que veio regular o regime de matrícula e de frequência no âmbito da escolaridade obrigatória das crianças e jovens com idades compreendidas entre os 6 e os 18 anos).

A missão do CFRP é promover a inclusão, visando a satisfação dos clientes, suas famílias e colaboradores através do desenvolvimento de ações de formação e qualificação profissional destinadas a potenciar o acesso ao emprego dos/as formandos/as.

Os objetivos do CFRP são:

  • Dotar os formandos de competências básicas nos domínios pessoais, comportamental e organizacional;
  • Adquirir ou reforçar as competências profissionais, pessoais e sociais tendo em vista a inserção na vida ativa e a adaptabilidade aos diferentes contextos de trabalho ou à ocupação de um posto de trabalho;
  • Dotar os formandos de competências que lhes permitam o desenvolvimento de atividades práticas e de resolução de problemas inerentes ao exercício de uma determinada profissão ou à ocupação de um posto de trabalho;
  • Consolidar as competências adquiridas em contexto de formação e adquirir novas competências, através da realização de atividades inerentes ao exercício profissional, com vista a facilitar a futura inserção profissional.

As atividades são:

  • Formação profissional inicial

    • Operador/a de Jardinagem
    • Operador/a Gráfico/a de Acabamentos
  • Formação profissional inicial dupla certificação (B2)

    • Operador/a de Jardinagem
    • Operador/a Gráfico/a de Acabamentos
  • Formação contínua

    • Operador/a de Jardinagem
    • Operador/a Gráfico/a de Acabamentos

A equipa é constituída por pessoas habilitadas e certificadas para a formação, quer na área da gestão da formação, pelo Ministério da Educação, quer na área de formação, pelo IEFP. Nas áreas da formação base (Matemática para a Vida, Linguagem e Comunicação, Cidadania e Empregabilidade e Tecnologias da Informação), os profissionais possuem habilitação própria para a docência, nas respetivas áreas. Os restantes elementos do corpo técnico possuem habilitações e qualificações para o exercício do apoio psicológico, assistência social e educação social.

Solicitar no G.I.P. ou Centro Qualifica da CERCINA a Ficha de Inscrição, Procedimentos de Admissão e Informação da documentação.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *